Jornal Plural IpiaúConfira as edições impressa. Leia online ou baixe em PDF

O Governador Rui Costa confirma Wagner em 2017 no seu time.

Rui confirmou ainda que fará uma minirreforma em seu secretariado ainda este ano.

Por Rômulo Faro – Repórter da Tribuna da Bahia.

dsc01091

1-p7230762

dsc01092

Possibilidades: Na seara das especulações está a possibilidade de o governador criar uma “super secretaria” para acomodar o antecessor, Jaques Wagner.

O governador Rui Costa (PT) confirmou que fará uma minirreforma em seu secretariado ainda este ano e que o ex-governador Jaques Wagner (PT) fará parte da nova composição.

“Eu estou definindo com ele (Wagner). Eu estou fazendo algumas mudanças agora no governo e entre essas mudanças estará a inclusão do ex-ministro e ex-governador Jaques Wagner na equipe de governo. Nós estamos definindo essas mudanças e eu anuncio em breve à imprensa, incluindo esta área que o ex-governador e ex-ministro Jaques Wagner irá participar”, disse Rui em entrevista coletiva ontem na cerimônia de assinatura de convênio para o Fundo de Cultura da Bahia.

Na seara das especulações está a possibilidade de o governador criar uma ‘super secretaria’ para acomodar o antecessor e padrinho político. A Constituição do Estado da Bahia prevê a possibilidade de criação de até duas secretarias extraordinárias sem necessidade de autorização da Assembleia Legislativa (ALBA).

O governador Rui Costa não criou nenhuma até então. A outra possibilidade provável, conforme apurou a Tribuna, é de Jaques Wagner assumir a articulação política do governo, que atualmente está a cargo de Josias Gomes (deputado federal licenciado – PT), por meio da Secretaria de Relações Institucionais (Serin).

posse3-092

Rui Costa admitiu que o “desgaste é intrínseco ao cargo” no caso de Josias, mas preferiu não adiantar se vai mesmo trocar o secretário. “Eu não quero comentar este ou aquele secretário. Cada um tem os aplausos e as pancadas relativas à sua pasta.

Eu já fui dessa pasta e vocês são testemunhas do quanto eu apanhei. Mas nós vamos fazer algumas mudanças ainda este ano, para iniciar 2017 com as mudanças que tinham que ser feitas”, disse o governador.

Outra hipótese para Jaques Wagner é que ele assuma a coordenação do projeto Agenda Territorial da Bahia (AG-TER).

Para Josias Gomes, além de ele reassumir seu mandato na Câmara dos Deputados, a outra possibilidade é a de ele assumir a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), no lugar do atual secretário, Jerônimo Rodrigues.

Resultado de imagem para deputado federal Valmir Assunção (PT)

 Ainda de acordo com apuração da Tribuna, outros nomes cotados para entrar no ‘novo time de Rui’ são do deputado federal Valmir Assunção (PT), na Serin; e Cícero Monteiro, na Chefia de Gabinete, que agora tem status de secretaria.

dsc07793-2O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) e o Dr. Carlos Henrique Castro.dsc07794

Na cerimônia de 03/11, o governador Rui Costa também comentou sobre a euforia que se deu diante de informação do jornal O Estado de São Paulo de que ele estaria prestes a sair do PR (Partido dos Trabalhadores) para entrar no PDT (Partido Democrático Trabalhista).

Rui negou que (pelo menos por ora) esteja pensando em deixar seu partido, mas não descartou a possibilidade a longo prazo.

De acordo com o Estado, o governador baiano teria sido convidado para o PDT pelo ex-ministro Ciro Gomes, possível candidato do partido à Presidência da República em 2018.

“Eu ainda não fui convidado”, disse Rui, mas ponderou que, como no slogan da rádio Band News FM, “daqui a dois anos tudo pode mudar. Na política brasileira, sim” – slogan da rádio diz que ‘em 20 minutos tudo pode mudar.

Rui afirmou que as especulações devem ter partido de sua proposta de um pacto nacional entre políticos de todos os partidos (incluindo os governadores de todos os estados) para “criar noticias boas para atrair investidores”.

“A questão que eu discuto não é mudança de legenda partidária. Acho que isso não é o essencial. Eu penso no que é essencial na vida das pessoa é outra agenda para o Brasil”.

1-1-p6090115

Plural Ipiaú: PT baiano nega candidatura de ex-ministro à Câmara. Questionado sobre o assunto, o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, disse que desconhece o suposto diálogo e reafirmou o interesse da sigla em lançar Wagner ao Senado. Jaques Wagner, tem varias opções para 2018, presidente da republica, vice presidente, senador e até para deputado federal. Obviamente ainda é muito cedo para ele decidir, obviamente a sua decisão dependera do que for melhor para a Bahia. Marcelo Nilo em 2018 devera sair para senador, provavelmente, a depender do que for melhor para a Bahia. Já Rui Costa, obviamente sera candidato a releição, se não houver mudança nas leis para a releição em 2018.

admin-ajax

1-1-p9080123-002

1-img_7696

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *