Jornal Plural IpiaúConfira as edições impressa. Leia online ou baixe em PDF

Rio de Janeiro: ladrão rouba quituteira famosa usando crachá do Multishow, diz colunista.

A cozinheira Liziétia Carmem Siqueira, de 52 anos, a Chupetinha de Vigário Geral, deu uma boa dica. Na “base do chique”, bufê tem que oferecer, pelo menos, sete salgadinhos por cada convidado.

Ladrão usou crachá falso do Multishow para roubar quituteira do Vidigal. Tia Léa, famosa no local, teve o seu celular roubado. Um caso de violência chamou uma atenção maior da mídia na manhã desta segunda-feira (14), no Rio de Janeiro. A famosa quituteira Tia Léa, no Morro do Vidigal, teve o celular furtado em sua casa por um ladrão que usava crachá do canal Multishow. Segundo o colunista Léo Dias, no jornal O Dia, um homem chegou se identificando como produtor da emissora e quando Tia Léa foi pegar água, o rapaz levou seu celular, fugindo do local em um moto-táxi.

Resultado de imagem para quituteira Tia Léa, no Morro do Vidigal

Um banquete para Obama no Vidigal

Cozinheira da favela convidou presidente dos EUA para almoço na laje de sua casa. Com 2 mil amigos no Facebook, ela também chamou Sarkozy e rappers

“Já lancei um chamado no Facebook para que Snoopy Dogg, Eminem e outros rappers venham conhecer minha comida”, conta Tia Léa

Se depender de uma carioca do Vidigal, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nunca mais vai se esquecer do Brasil. A banqueteira Léa Silva, 46 anos, quer realizar um sonho antigo: servir uma feijoada para Obama na laje de sua casa, na favela separada apenas por uma rua do hotel onde vai se hospedar o presidente, na zona sul do Rio de Janeiro. Há dois anos, ela lota a caixa de e-mail da Casa Branca com convites ao líder norte-americano e à primeira-dama Michelle.

Tia Léa, como é conhecida dentro e fora do morro, mal pôde acreditar quando soube que, durante a estada no Rio, Obama e sua família ficarão hospedados no Hotel Sheraton – em frente ao Vidigal. Imediatamente, ela tratou de reforçar o convite, tanto no site oficial da Casa Branca como nos perfis de Obama e Michelle no Facebook.

“Torço por ele desde que saiu como candidato. Pensei: ‘Até que enfim um presidente negro. Esse é dos meus’. Pena que aqui no Brasil ainda não tiveram coragem de eleger um negro. Ah, e ainda tem a Michelle, que eu acho muito chique. Adoro”, diz a cozinheira.

Tia Léa, que trabalha como auxiliar de serviços gerais da Câmara de Comércio França-Brasil, incrementa a renda preparando banquetes para uma clientela formada pela elite carioca. Em janeiro 2009, meio que por brincadeira, ela convidou o então cônsul-geral da França, Hugues Goisbault, para um almoço em sua casa. O diplomata surpreendeu ao aceitar a oferta e ainda levar sua turma para a laje no alto do morro do Vidigal.

Tia Léa e sua feijoada na laje.

Imagem relacionada

Imagem relacionada

“Depois que o cônsul aceitou, vi que poderia convidar outras pessoas importantes. Já chamei o Sarkozy, o Obama e até o Lula”, conta a banqueteira.

Até hoje, o mais perto que ela chegou de uma resposta presidencial foi no convite a Sarkozy. O gabinete do líder francês enviou um agradecimento formal à cozinheira. Já no caso de Obama o retorno se limitou a respostas automáticas do site da casa Branca.

“Acho um absurdo o Obama visitar a Cidade de Deus, sendo que tem uma favela aqui do lado do hotel em que ele vai estar hospedado”, reclama Tia Léa.

No mundo da diplomacia as coisas não são tão simples. O morro do Vidigal ainda não foi pacificado e permanece sob o domínio da mesma facção criminosa que controla o tráfico de drogas na Rocinha, sua vizinha mais famosa. Esse, aliás, foi o motivo pelo qual as autoridades brasileiras recomendaram que Obama procurasse outro hotel.

Mesmo sem Obama, o número de fãs da Tia Léa só aumenta – em boa parte, graças ao Facebook, onde seu perfil já acumula 1.914 amigos. A falta de limites na hora de sonhar foi o que a levou ao programa Mais Você, da Rede Globo. A cozinheira nunca escondeu que tinha o sonho de participar da atração da apresentadora Ana Maria Braga, até que foi descoberta pela equipe de produção.

A fama de boa cozinheira também se consolidou dentro do Vidigal. Há um mês, Tia Léa estreou um programa de receitas na TV comunitária da favela. Irreverente e descontraída, ela já caiu na boca do povo. “O pessoal está adorando. Já começo o programa dançando hip hop, que eu adoro. Também já lancei um chamado no Facebook para que Snoopy Dogg, Eminem e outros rappers venham conhecer minha comida. Apesar de não ter diploma, me considero uma excelente gourmet”, diz, sem falsa modéstia.

Confira um dos convites de Tia Léa ao presidente, em versão no idioma de Obama graças ao tradutor do Google:

INVITATION FOR PRESIDENT OBAMA! VIA FACEBOOK!

MRS. PRESIDENT BARACK OBAMA, U.S. LEA SILVA,I AM LEA SILVA FORM VIDIGAL, RIO DE JANEIRO, I COME HERE TO INVITE YOU TO MY HOUSE WHENYOU IN RIO,I WILL BE VERY HAPPY WITH YOUR PRESENCE, AND I LOVE TO INVITE YOU FOR A LUNCH.

PLEASE REALIZE MY DR…EAM, PRESIDENT, OBAMA, THE BEST PART OF ME IS MY ART TO COOKING , I LOVE TO MAKE A LIGHT BUFFET FOR THE MRS PRESIDENT IF SOMEONE FROM MERCOSUL CONTACT ME……..

I HAVE A DREAM GO TO THE WHYTE HOUSE ONDE DAY AND MAKE A WONDERFUL FOOD FOR HTE PRESENDENT OBAMA !

WOULD BE A DREAM, DO Brazilian cuisine, IN THE WHITE H

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *