Jornal Plural IpiaúConfira as edições impressa. Leia online ou baixe em PDF

UMA TRISTE HISTÓRIA, O FIM DO NOSSO BANEB.

UMA TRISTE HISTORIA, O FIM DO NOSSO TÃO QUERIDO É LEMBRADO BANEB.

Resultado de imagem

O BANCO DO ESTADO DA BAHIA, MAIS CONHECIDO PELA SIGLA BANEB, FOI UM BANCO ESTATAL FUNDADO EM 1952 E ARREMATADO EM LEILÃO NA BOLSA DE VALORES DO RIO DE JANEIRO, PELO BRADESCO, EM 22 DE JUNHO DE 1999, POR 260 MILHÕES DE REAIS. ALGUMAS FUNDAÇÕES CRIADAS A PARTIR DO BANCO AINDA SÃO MANTIDAS POR EX-TRABALHADORES DO BANCO. O CLUBE DO BANEB E A CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS EMPREGADOS DO BANEB (CASSEB) POR EXEMPLO SÃO DUAS DAS EMPRESAS AINDA MANTIDAS POR ADMINISTRAÇÃO DE EX-EMPREGADOS. EM 2012 PORÉM, O CLUBE ENCERROU SUAS ATIVIDADES ALEGANDO FALTA DE RECURSOS E RETORNO FINANCEIRO PARA MANTER O CLUBE DE PORTAS ABERTAS.

FOTO ANTIGA DE UMA AGÊNCIA DO BANEB EM XIQUE XIQUE, NO SEU PASSADO.

LOCAL DO BANEB EM IPIAÚ.

CLUBE DO BANEB VIROU UM DEPÓSITO DE LIXO:

OS PROPRIETÁRIOS DO CLUBE, OS SEUS AINDA 325 SÓCIOS, ENTÃO DECIDIRAM PELA VENDA DO ESTABELECIMENTO, QUE JÁ FOI BERÇO DE ESPORTISTAS BAIANOS E HOJE ESTÁ ENTREGUE (2014) ÀS MOSCAS. ESSE É O CENÁRIO DO ANTIGO CLUBE BANEB, NO COSTA AZUL. FUNDADO EM 1966 E VENDIDO EM 2012 POR R$ 39 MILHÕES, A LUTA DO CLUBE INICIOU MUITO ANTES, NO ANO DE 1999, QUANDO O BANEB FOI VENDIDO AO BRADESCO. NA DIVISÃO, COUBE AO BRADESCO ASSUMIR A TAXA DOS 1.802 TÍTULOS DOS ASSOCIADOS, COMO O BANCO NÃO TEVE INTERESSE, DOOU TODOS OS TÍTULOS PARA OS SÓCIOS DO CLUBE. PROPRIETÁRIOS DO CLUBE, OS 325 SÓCIOS RESTANTES DECIDIRAM PELA VENDA DO ESTABELECIMENTO. DOIS ANOS DEPOIS (2014), OS 266.000 M², QUE ANTES REUNIAM ATIVIDADES RECREATIVAS  ESPAÇOS DE LAZER COM QUADRAS POLIESPORTIVAS, PISCINA, ACADEMIA E SALÃO DE JOGOS, PERTENCEM A UNIVERSIDADE SALVADOR (UNIFACS), E SEGUEM NO COMPLETO ABANDONO. É LIXO, ENTULHO, ANTIGAS INSTALAÇÕES REPLETAS DE MATO E LIMO, PISCINAS QUE VIRARAM UM PRATO CHEIO PARA ANIMAIS E INSETOS, ALÉM DE FOCOS DE DOENÇAS, COMO A DENGUE. JENINE DE SANTANA, EMPACOTADORA DO SUPERMERCADO AO LADO DO CLUBE, LEVANTOU OUTROS TEMORES DE QUEM PASSA PELO LOCAL DIARIAMENTE. “PARA MIM, QUE SAIU TARDE DA NOITE E TENHO QUE PASSAR TODOS OS DIAS EM FRENTE AO LOCAL, É MUITO COMPLICADO. BASTA UM MARGINAL TER A IDEIA DE USAR ISSO COMO PONTO DE ASSALTOS, ESTUPROS E OUTRAS COISAS. ESSE JÁ É UM BAIRRO SUPER INSEGURO, UM TERRENO DESSES É UM PRATO CHEIO,” RECLAMA SANTANA. MORADOR DO BAIRRO, O ESTUDANTE, PEDRO AUGUSTO CONFIRMA QUE A INSEGURANÇA É UMA CONSTANTE NA VIDA DOS HABITANTES PRÓXIMOS AO LOCAL. “SÓ VEMOS POLICIAIS PASSANDO, MAS É SÓ ISSO MESMO, ELES PASSAM. ANDAR POR AQUI, É PERIGOSÍSSIMO. EU JÁ SABIA QUE A UNIFACS IA ASSUMIR ESSE CLUBE, MAS DESDE 2012 ESTÁ ABANDONADO.SÓ VEMOS MATO CRESCENDO, CONSEQUENTEMENTE FOCO DE RATOS E DA DENGUE, A POPULAÇÃO FICANDO DOENTE E É UM ABSURDO QUE PERMITAM QUE QUEM MORE AQUI SE TORNE VÍTIMA DE UM INVESTIMENTO PARTICULAR QUE DEU ERRADO. O GOVERNO PRECISA TOMAR ALGUMA MEDIDA PÚBLICA PARA TRANSFORMAR ESSE ESTABELECIMENTO EM UM LOCAL DE ATIVIDADES RECREATIVAS PARA O POVO. ISSO JÁ ESTÁ SENDO FEITO NA BARRA COM OS IMÓVEIS QUE ESTÃO ABANDONADOS, DEVIA SER FEITO AQUI TAMBÉM. É CLARO, NÃO ADIANTA FAZER UMA ÁREA DESSAS SEM POLICIAMENTO, AQUI É MUITO PERIGOSO. MINHA TIA FOI ASSALTADA TENDO UM POSTO POLICIAL DO LADO DE CASA, QUE NÃO SERVE DE NADA POR QUE A PM FICA TODA AQUARTELADA,” RECLAMA O ESTUDANTE. QUEM COSTUMAVA FREQUENTAR O AMBIENTE, AOS DOMINGOS, COM A FAMÍLIA, HOJE SE ENTRISTECE AO VER A ATUAL REALIDADE DO CLUBE. “IA AO BANEB PRATICAMENTE TODOS OS DOMINGOS. PASSEI TODA A MINHA GESTAÇÃO INDO LÁ ME DIVERTIR. ERA MUITO LEGAL POR QUE EXISTIAM VÁRIOS ESTABELECIMENTOS NO MESMO LOCAL. NO FINAL DO DIA, DEPOIS DE TOMAR SOL E BRINCAR NA PISCINA, MEU MARIDO IA JOGAR BOLA E EU VINHA PARA O SALÃO DE BELEZA DELES, ME PREPARAR PARA A SEMANA. SÓ GUARDO MEMÓRIAS BOAS DO LOCAL, FOI LÁ QUE MEUS FILHOS APRENDERAM A NADAR,” LAMENTA A PEDAGOGA FERNANDA RAUEDYS. COM A VENDA DO LOCAL, CADA SÓCIO LUCROU R$ 120 MIL, E A UNIVERSIDADE ELEVOU PARA 13 O NÚMERO DE UNIDADES EM SALVADOR.

A POSIÇÃO DA UNIFACS:

A UNIFACS ENVIOU UMA NOTA PARA A TRIBUNA, AFIRMANDO QUE O TERRENO DO ANTIGO CLUBE BANEB É MONITORADO CONSTANTEMENTE PELA INSTITUIÇÃO, QUE “MANTÉM FUNCIONÁRIOS PARA CUIDAR DA ÁREA, ZELAR POR SUA SEGURANÇA E IMPEDIR A ENTRADA DE PESSOAS NÃO AUTORIZADAS NO TERRENO”. SOBRE AS ÁGUAS RESIDUAIS DAS PISCINAS, ELAS SÃO PROVENIENTES DAS CHUVAS RECENTES, DIZ A NOTA. E CONCLUI: “POR INDICAÇÃO DA SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO, POR INTERMÉDIO DO DISTRITO SANITÁRIO DA BOCA DO RIO, SÃO ADICIONADAS PASTILHAS DE CLORO ÀS PISCINAS, O QUE EVITA QUE ELAS SE TORNEM AMBIENTE FAVORÁVEL À PROLIFERAÇÃO DE MOSQUITOS. O RESULTADO DESSE TRABALHO É VISTORIADO, PERIODICAMENTE, PELA EQUIPE DO DISTRITO SANITÁRIO.”

EM 2016:

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA BAHIA (AL-BA) APROVOU, NA TERÇA-FEIRA (11), O PROJETO QUE PERDOA DÍVIDAS DEIXADAS PELO EXTINTO BANEB. DE ACORDO COM A MATÉRIA, CERCA DE R$ 10 MIL EM DÍVIDAS JUNTO AO BANEB E QUE FORAM CEDIDAS AO FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E ECONÔMICO (FUNDESE) OU À AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DA BAHIA (DESENBAHIA) FORAM PERDOADAS. O TEXTO AUTORIZOU AINDA A LIQUIDAÇÃO, À VISTA OU EM PARCELAS, NAS CONDIÇÕES PREVISTAS NESTA LEI, DE DÍVIDAS ORIUNDAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO CONTRATADAS JUNTO AO EXTINTO BANCO DO ESTADO DA BAHIA”. O PROJETO ESCLARECEU AINDA QUE O FUNDESE E A DESENBAHIA FICAM AUTORIZADOS A “REMIR AS DÍVIDAS DOS MUTUÁRIOS CUJOS CONTRATOS FORAM CELEBRADOS JUNTO AO EXTINTO BANEB”, DESDE QUE O VALOR REGISTRADO NO SISTEMA DE CONTROLE DE ATIVOS DA DESENBAHIA NÃO PASSE DE R$ 10 MIL. FOI FINALMENTE SANCIONADO NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA (21), PELO GOVERNADOR RUI COSTA E PUBLICADA NA EDIÇÃO DESTE SÁBADO (23) DO DIÁRIO OFICIAL A LEI 13.585 DE OUTUBRO DE 2016 QUE TRATOU DA REPACTUAÇÃO DE DÍVIDAS ORIUNDAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO CONTRATADAS JUNTO AO EXTINTO BANCO DO ESTADO DA BAHIA (BANEB). O TEXTO AUTORIZOU A LIQUIDAÇÃO, À VISTA OU EM PARCELAS, NAS CONDIÇÕES PREVISTAS, DE DÍVIDAS ORIUNDAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO CONTRATADAS JUNTO AO EXTINTO BANCO DO ESTADO DA BAHIA.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *